Projeto Territórios Sustentáveis para a Paz em Caquetá aposta em cadeia de valor sustentável e inovadora

Ta na mesa

Projeto Territórios Sustentáveis para a Paz em Caquetá aposta em cadeia de valor sustentável e inovadora

O projeto Territórios Sustentáveis para a Paz em Caquetá, na Colômbia tem vindo a investir na cadeia de valor da canangucha (mauritia flexiosa), fruto de uma palmeira que constitui uma componente essencial do ecossistema amazónico da região. As propriedades nutracêuticas e elevado teor de vitamina A deste fruto revelam uma oportunidade para a exploração de um mercado de nicho.

O departamento de Caquetá tem um enorme potencial para a exploração de produtos florestais não lenhosos através da criação de cadeias de valor baseadas em modos de produção sustentáveis e capazes de gerar rendimentos para as comunidades locais.

Com o apoio de especialistas, o projeto tem explorado as possibilidades de desenvolvimento de produtos comerciais ligados à canangucha, particularmente produtos cosméticos e nutracêuticos, investindo na capacitação dos produtores da região, a grande maioria sem conhecimentos relativamente a esta produção e habituados a práticas agrícolas e de criação de gado intensivas e com um impacto negativo no ecossistema local.

Neste contexto, realizou-se, em fevereiro, uma formação em “Gestão Sustentável de Plantações de canangucha” que capacitou os produtores de forma empírica e participativa, reforçando os seus conhecimentos e capacidades e dando-lhes as ferramentas para virem a integrar uma cadeia de valor baseada na produção sustentável de canangucha. Procurou-se recuperar e valorizar o conhecimento tradicional ligado a este fruto, utilizado de forma ancestral pelas comunidades indígenas da região. A ação de formação contou com a presença de um formador indígena, da comunidade huitoto, que partilhou técnicas de colheita da canangucha que permitem o seu aproveitamento sem afetar as palmeiras, garantindo a sustentabilidade da produção. Foram também abordadas práticas de germinação e plantação e ainda a integração da canangucha em sistemas agroflorestais. Por fim, foi abordada a projeção estratégica de um núcleo produtivo e económico ligado à canangucha, incluindo também ecoturismo, artesanato e possibilidades inovadoras para outros derivados deste tipo de palmeira, tais como materiais para bio construção.

As comunidades rurais beneficiárias do projeto têm vindo a manifestar um enorme empenho e dedicação ao longo das várias iniciativas de capacitação, demonstrando um compromisso crescente com uma transição para modelos agrícolas sustentáveis e um investimento em atividades económicas inovadoras, orientando as suas práticas e produções para novos nichos e tendências de mercado. Para o sucesso deste tipo de iniciativas, pioneiras no departamento de Caquetá, é essencial, para além da capacitação, a coordenação entre os múltiplos atores do território, componente que tem vindo a ser central nas ações desenvolvidas pelo projeto Territórios Sustentáveis em Caquetá.

Aposta em cadeia

Aposta em cadeia

O Programa Formare, promovido pela Fundação Iochpe, está completando 30 anos. Desde 1989, o programa oferece formação para jovens de baixa renda dentro de grandes empresas. Nesse histórico, destaca-se a cadeia automotiva. Atualmente, 44 empresas possuem o Formare no Brasil, sendo 20 do setor automobilístico. São 320 jovens que, diariamente, atravessam os portões das fábricas e mergulham na realidade do mundo do trabalho.

“A indústria automotiva está constantemente buscando novos colaboradores bem preparados para trabalhar em suas linhas de montagem. Além disso, como a Fundação foi criada por uma empresa de autopeças, foi natural que a cadeia fosse a primeira a acreditar na proposta do Formare, que pauta-se pelo desenvolvimento de competências para o exercício da cidadania e inserção no mundo profissional”, afirma Claudio Anjos, diretor da Fundação Iochpe.

Os cursos são realizados no contraturno escolar dos alunos, dentro das empresas, com aulas teóricas e práticas. Os próprios funcionários compartilham seu conhecimento e são capacitados para atuar como educadores voluntários. A empresa é transformada em um ambiente de aprendizagem e de qualificação profissional.

“O Formare não impacta só na vida dos jovens. A empresa também é impactada positivamente. Funcionários se tornam educadores voluntários e, com essa experiência, crescem como cidadãos e como profissionais. Sem contar que, a cada turma, a empresa tem profissionais prontos para a contratação”, afirma Marcos de Oliveira, CEO da Iochpe-Maxion, que promove o programa em quatro fábricas no Brasil e duas no México.

Os cursos têm carga horária mínima de 800 horas e são certificados pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Além de envolver os jovens das comunidades no entorno de cada empresa parceira, os cursos são desenvolvidos pela equipe pedagógica do Formare de acordo a realidade do mercado de trabalho local. A abordagem por competências visa contribuir para que os jovens tenham melhores condições de assumir uma postura ética, colaborativa, criativa e empreendedora em ambientes instáveis como os de hoje, sujeitos a constantes transformações.

Parceiros Formare na Cadeia Automotiva

  1. Aethra
  2. Autoneum
  3. Bosch
  4. Carese
  5. Cummins
  6. EATON
  7. Kromberg & Schubert
  8. Magneti Marelli
  9. Mahle
  10. Maxion Wheels
  11. Maxion Structural Components
  12. Meritor
  13. MWM
  14. PowerTrain
  15. Remon Automotive
  16. Schaeffler Group
  17. SYL Sistemas de Freios
  18. TE Connectivity
  19. Volkswagen
  20. ZF do Brasil

Unidades: 67 de ensino Empresas parceiras: 44 Jovens em formação: 1.000 por ano Educadores voluntários em atividade: 4.000 Cobertura nacional: 12 Estados e 50 municípios Duas unidades no México Jovens formados em 30 anos: 22.500 Cursos: 140

‘Tá na Mesa’ sempre com qualidade

‘Tá na Mesa’ sempre com qualidade

Fafe reforça o investimento em equipamentos desportivos

Os clientes sempre em primeiro lugar é o lema do gerente do take away ‘Tá na Mesa’, João Patrão, que aposta na qualidade dos produtos frescos para confeccionar as refeições, bem como nos preços acessíveis.

Depois de João Patrão ter ficado desempregado em 2008 e ter dificuldade em conseguir um emprego, surgiu a oportunidade de gerir o take away ‘Tá na mesa’. Desde Julho do ano passado, João aceitou um novo desafio e, desde então, a qualidade e os preços acessíveis têm levado muitos clientes até ao n.º 189 da Rua José António Cruz, na variante sul, em S. Victor.
“Atirei-me de cabeça quando surgiu esta oportunidade e o balanço é muito positivo”, assegurou, ontem em directo para os microfones da rádio ‘Antena Minho’, João Patrão, confidenciando que “valeu a pena” a decisão tomada.

Nos tempos que correm, “compensa comprar a refeição fora, mediante os preços praticados quase que não vale a pena cozinhar em casa”, referiu o proprietário. “Temos mais movimento fora. Às vezes andámos três pessoas a fazer entregas ao domicílio e é difícil dar conta do recado, sobretudo quando está mau tempo e a chover, porque as pessoas não querem sair de casa”.
Com uma “carteira muito interessante” de clientes, o proprietário indica a qualidade como o factor principal para atrair os clientes. “Também servimos para eventos, desde baptizados a festas de aniversário”, informou.

Glória Lopes, a esposa do proprietário, destacou a qualidade dos produtos frescos seleccionados para confeccionar as refeições. “Apostamos sempre nos produtos frescos e com muita qualidade e não importa o preço, queremos é que sejam bons”, assegurou, aquela responsável, destacando algumas das iguarias que os clientes não resistem saborear. “Os pratos são muito caseiros e tradicionais. O objectivo é, porque as pessoas já nem têm tempo para cozinhar, comer em casa e sentir que estão a saborear uma comida feita pela mãe ou avó”, vincou.

Os pratos do dia esgotam sempre. “Temos sempre um prato do dia a 6.50 euros, uma dose que dá para duas pessoas, e a 4,50 euros, meia dose que dá para uma pessoa. Temos sempre pratos diferentes ao almoço e ao jantar”, frisou. “O cliente está sempre primeiro”, garantiu Glória Lopes, salientando o facto do cliente escolher o que quer comer. “Se o cliente quer arroz de pato fora do dia habitual, basta encomendar com antecedência. Desde que peçam com antecedência fazemos tudo, até sapateira fresca arranjamos”.

As especialidades no ‘Tá na Mesa’ são muitas. O leitão à moda da Bairrada assado no ‘Tá na Mesa, aos fins-de-semana, Bacalhau à Braga, à Zé do Pipo, à lagareiro, polvo à lagareiro com batata a murro, camarões grelhados, lampreia ou cabrito assado são apenas alguns dos pratos que podem ser saboreados em casa, depois de os encomendar no take away.
Na cozinha, Apolónia Queirós não tens mãos a medir. Enquanto preparava pataniscas, lá foi di- zendo que o “segredo” está sempre na qualidade dos produtos para confeccionar.
Amélia Marinho é uma das clientes assíduas. Ontem, enquanto esperava por pataniscas com feijão miúdo e molho ver- de, lá foi dizendo em directo, que “a comida é muito boa, por isso venho cá sempre”.

Tá na Mesa

Tá na Mesa

Bem-vindos ao maior concurso de culinária caseira do mundo! Bem-vindos ao Tá na Mesa! Nesta competição, chefes de todo mundo se reúnem para testar suas habilidades utilizando ingredientes do cotidiano da culinária popular. Agora, cada um deles deverá deixar seu estilo gourmet de lado e concentrar todas as suas habilidades culinárias para preparar os melhores pratos caseiros. Qual dos competidores conseguirá sair de sua zona de conforto e vencer o concurso?!

Tá na Mesa é um jogo de tabuleiro para até 4 jogadores. Nele os participantes precisam apresentar pratos, cuja pontuação na competição dependerá da escolha dos melhores ingredientes, receitas e temperos, bem como da mais bela apresentação final.

Uma partida dura em média 30 minutos, cada rodada se divide em quatro fases: escolher ingredientes, preparar a receita, temperar o prato e, por fim, escolher a apresentação mais bonita. O jogo possui mecânicas como administração e coleta de recursos, reconhecimento de padrões e personagens com diferentes habilidades. Tá na Mesa é um jogo simples, mas de uma complexidade que agradará até mesmo os jogadores mais experientes.

Vista seu avental, separe suas panelas e vamos cozinhar!

Alguns dos mais conceituados chefs do mundo foram convocados para uma competição que os levaria além de seus limites: um grande concurso de culinária caseira. Agora cada um deles deverá deixar seu estilo gourmet de lado e concentrar todas as suas habilidades culinárias para preparar os pratos mais comuns existentes. Será que eles se mostrarão chefs ousados, ou será que acabarão ficando apenas no “arroz com feijão”?
Tá na Mesa é um jogo de saque de cartas com gerenciamento de mão, uma pitada de reconhecimento de padrões e um sabor único de “salada de pontos. Neste divertido jogo, cada jogador assume o papel de um grande chef de cozinha em uma competição de culinária caseira. Nele você deverá juntar seus ingredientes, preparar variadas receitas e temperar tudo. Mas não se esqueça que a apresentação de seus pratos também conta no final. Prepare-se para entrar na mais disputada competição que sua cozinha já viu.

Adicione um comentário
Classificação
4.6
Betway
Bónus até 100€
Artigos relacionados
03-06-2020
Pedro Teixeira
Pedro Teixeira

Com uma variedade tão grande de casinos online à disposição dos portugueses, é necessário ter critérios e seriedade ao avaliar todas as opções...

28-09-2020
O teu WiZink no MB WAY
O teu WiZink no MB WAY

É fácil, só tens de seguir estes passos:...

14-08-2020
Regras
Regras

O objetivo do jogo Mahjong é eliminar todas as pedras do tabuleiro...

19-02-2020
Estoril Sol Casino
Estoril Sol Casino

A Estoril Sol Digital, Online Gaming Products and Service, S...

10-09-2020
Com saudades do pôr-do-sol de Sagres? Pode acompanhar online
Com saudades do pôr-do-sol de Sagres? Pode acompanhar online

Entre os próximos dias 14 e 16, a região mais a Sul de Portugal será palco da Sagres Sunset Shots, iniciativa online organizada pelo Turismo do Algarve que visa convidar pessoas de todo o Mundo a descobrir aquele que promete ser o melhor pôr-do-sol (pelo menos da Europa)...

08-02-2020
Placard Apk
Placard Apk

Original apk file, safe to download and free of any virus...

top