Estoril classics

Estoril classics

Estoril classics

O Automundo esteve presente no Estoril Classics, um dos maiores eventos de carros clássicos realizado em Portugal. Tal como em 2018, esta edição ficou marcada pela boa adesão do público tanto no Autódromo do Estoril como nos jardins do Casino do Estoril. Com dois dias recheados de adrenalina, raridades e sons que evocam memórias, os fãs de automóveis tiveram ainda a oportunidade de observar de perto lendas do desporto motorizado.

No paddock do Autódromo estavam presentes os mais diversos veículos. De facto, era possível encontrar desde os Mini do Trófeu Mini, aos GT que passaram por Le Mans. Para além disso, os audíveis veículos que marcaram o Campeonato do Mundo de Sport e, os grandes atrativos, os Classic F1. Ao passar de boxe em boxe, foi interessante observar que do mais velho ao mais novo, a emoção era a mesma. “É este barulho que sai dos escapes que me faz perceber o porquê de gostar tanto de desporto motorizado”, disse um dos milhares de visitantes que pintavam o circuito.

Lendas do desporto motorizado deram espetáculo no Autódromo do Estoril

Perto da hora de almoço no sábado, o Estoril Classics ofereceu mais um atrativo. Os presentes na reta da meta assistiram a uma demonstração do ex-piloto de ralis Ari Vatanen, no Opel Manta que pilotou em 1983, e Mikko Hirvonen, num Ford Focus WRC. Estes deram um verdadeiro espetáculo, com muita borracha queimada à mistura, algo que fez as bancadas vibrar de emoção.

Os fãs das duas rodas não foram esquecidos. O Spirit of Speed – FIM 70th Anniversary trouxe a Portugal várias motos que fizeram parte do Mundial de Velocidade e Mundial de Superbikes. Para além disso, Giacomo Agostini, o 15 vezes vencedor do Mundial de Velocidade, fez as delícias dos presentes ao volante da MV Agusta com que correu.

Sábado à tarde ficou marcado pelo início das provas

Passando para as provas, os HGPCA Pre-1966, máquinas que moldaram aquilo que é hoje a Fórmula 1, abriram as hostilidades. Nesta prova assistiu-se a um bom duelo pela vitória entre os dois primeiros classificados. De seguida aconteceu o Iberian Historic Endurance, um revisitar das provas de GT, Turismo e protótipos clássicos. O vencedor desta longa e dura prova, que surpreendeu pela resistência de veículos, foi um Porsche 911 3.0 RS. Aconteceu também a FIA Lurani Trophy, uma competição composta por vários Brabham, Lotus, Lola, entre outros, que deu um bom espetáculo aos fãs.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O desfile de obras de arte sobre rodas continuou com os 100 km Sports Cars Pre-1974. Nesta categoria, o português Carlos Tavares, em Lola, terminou no terceiro lugar. Max Hilliard, em Chevron levou a melhor sobre John Spiers (Osella). No entanto, a última competição do dia pertenceu aos Grupo 1 Portugal, num intenso duelo entre carros de Turismo com mais de quarenta anos.

Desfile de carros clássicos embelezou a paisagem da Avenida da Marginal

O domingo começou com um desfile de carros clássicos pela marginal. Veículos como o Sado 550, Peugeot 205 GTI, Volkswagen Beetle, entre muitos outros, embelezaram a paisagem. O passeio teve fim no jardim do Casino do Estoril onde decorria o Concurso de Elegância. Aqui estavam expostos, por exemplo, carros produzidos antes da Segunda Guerra Mundial.

De seguida o Automundo fez-se à estrada e regressou ao Autódromo do Estoril para assistir a mais um dia recheado de corridas. Como seria de esperar, o Troféu Mini foi uma das provas mais disputadas. Assim, as máquinas muito idênticas entre si, proporcionaram um festival de ultrapassagens e lutas intensas.

Classic F1 Pre-1986 foi o principal atrativo do Estoril Classics 2019

Ainda assim, o grande atrativo foi, sem dúvida, os Classic F1 Pre-1986, uma categoria que apelava aos sentidos de qualquer um. Desde o “cantar” dos motores, às cores que puxam pela memória, passando pela velocidade estonteante.

“Quando vi que iam estar presentes os Fórmula 1 Pre-1986, tive a certeza de que não podia faltar a este evento. Tive a oportunidade de andar pelos paddocks com o meu neto e senti que tinha voltado atrás no tempo.”, salientou José Rodrigues, um dos amantes do desporto automóvel que aproveitou a ocasião para “meter o bichinho pelos automóveis” ao neto Rodrigo. Esta categoria teve direito a duas corridas, ou seja, uma de manhã e outra da parte da tarde, sendo Martin Stretton, ao volante do Tyrrell com as cores da Benetton, o vencedor em ambas.

Desfile de 60 anos Mini contou com mais de 200 veículos

Por fim, para celebrar os 60 anos da Mini, o Estoril Classics contou com mais de 200 Mini em pista com cores, formatos, gerações ou personalizações para todos os gostos. De facto, foi possível ver desde um exemplar “equipado” com uma bóia no tejadilho aos recentes Mini John Cooper Works.

Estoril Classics juntou mais de 70 mil entusiastas de todo o mundo

Estoril Classics juntou mais de 70 mil entusiastas de todo o mundo

A 2ª edição do Estoril Classics recebeu mais uma vez inúmeros clássicos que se deslocaram ao Autódromo do Estoril, aos jardins do Casino Estoril ou à Serra de Sintra. O evento atraiu mais de 70 mil entusiastas de todos os cantos do mundo ao concelho de Cascais, reunindo algumas das maiores lendas do motociclismo e automobilismo. Durante três dias, o evento reuniu mais de 500 carros e motos e 20 nacionalidades diferentes entre equipas e máquinas.

No Autódromo foi possível assistir a competições de diversas categorias e a carros tão diferentes como os Mini do Troféu Mini, GT’s que passaram por Le Mans, protótipos que marcaram o Campeonato do Mundo de Sport, ou Fórmula 1 de outras décadas. Nas motos foi ainda possível ver em ação Giacomo Agostini, que aos 77 anos não tem ainda rival no motociclismo. O italiano foi oito vezes campeão do Mundo na classe rainha, nos 500 cc feito que ainda ninguém conseguiu igualar até hoje, fez questão de alinhar com a sua MV Agusta.

Para Duarte Nobre Guedes, Presidente da Associação de Turismo de Cascais, é importante destacar que "Estamos conscientes de que temos um grande desafio pela frente. Cascais e Estoril têm uma longa e rica história automóvel, e a origem disto tem quase 100 anos. As nossas raízes são o nosso ADN, e vejo que relativamente ao turismo as pessoas procuram o genuíno dos locais a que vão. Portanto, a ideia passa por recriar tudo isso", explica o ex-piloto. Acrescenta ainda que "quando nos envolvemos neste tipo de projetos, o nosso objetivo passa sempre por alcançar o topo, não nos contentamos com o ‘mais ao menos’. Apesar de ser a 2ª edição deste evento, todas estas provas já existem há alguns anos, no entanto estava tudo um pouco disperso. A ideia foi concentrar todas estas provas, e dessa forma criar um evento único."

O vencedor do Concurso deste ano foi um Mercedes Benz 320A de 1937. Para além deste modelo, que ocupou o primeiro lugar do pódio, foi também premiado com o Prémio Preservação e Restauro atribuído a um Bugatti 43A de 1929.

Duarte Nobre Guedes revela que "o Estoril Classics assinou recentemente com a Peter Auto, um dos principais protagonistas do mundo dos clássicos, e que através dessa parceria o evento vai ter das melhores grelhas do mundo. No entanto, há todo um percurso a fazer porque queremos que o Estoril Classics esteja no mapa internacional dos clássicos. Apesar disso estamos bastante focados nos nossos objetivos, em ter uma marca consolidada nos clássicos de Estoril e Cascais." conclui o presidente.

TEMAS:

A 2ª edição do Estoril Classics recebeu mais uma vez inúmeros clássicos que se deslocaram ao Autódromo do Estoril, aos jardins do Casino Estoril ou à Serra de Sintra. O evento atraiu mais de 70 mil entusiastas de todos os cantos do mundo ao concelho de Cascais, reunindo algumas das maiores lendas do motociclismo e automobilismo. Durante três dias, o evento reuniu mais de 500 carros e motos e 20 nacionalidades diferentes entre equipas e máquinas.

No Autódromo foi possível assistir a competições de diversas categorias e a carros tão diferentes como os Mini do Troféu Mini, GT’s que passaram por Le Mans, protótipos que marcaram o Campeonato do Mundo de Sport, ou Fórmula 1 de outras décadas. Nas motos foi ainda possível ver em ação Giacomo Agostini, que aos 77 anos não tem ainda rival no motociclismo. O italiano foi oito vezes campeão do Mundo na classe rainha, nos 500 cc feito que ainda ninguém conseguiu igualar até hoje, fez questão de alinhar com a sua MV Agusta.

Algumas das máquinas que disputaram o Rally de Portugal Histórico na noite de sexta-feira, revivendo as míticas noites de Sintra, marcaram presença no autódromo para uma exibição épica na reta da meta, alegrando os milhares de espetadores que marcaram presença nas bancadas. As estrela Mikko Hirvonen e Ari Vatanen foram as mais ovacionadas.

Para Duarte Nobre Guedes, Presidente da Associação de Turismo de Cascais, é importante destacar que "Estamos conscientes de que temos um grande desafio pela frente. Cascais e Estoril têm uma longa e rica história automóvel, e a origem disto tem quase 100 anos. As nossas raízes são o nosso ADN, e vejo que relativamente ao turismo as pessoas procuram o genuíno dos locais a que vão. Portanto, a ideia passa por recriar tudo isso", explica o ex-piloto. Acrescenta ainda que "quando nos envolvemos neste tipo de projetos, o nosso objetivo passa sempre por alcançar o topo, não nos contentamos com o ‘mais ao menos’. Apesar de ser a 2ª edição deste evento, todas estas provas já existem há alguns anos, no entanto estava tudo um pouco disperso. A ideia foi concentrar todas estas provas, e dessa forma criar um evento único."

O vencedor do Concurso deste ano foi um Mercedes Benz 320A de 1937. Para além deste modelo, que ocupou o primeiro lugar do pódio, foi também premiado com o Prémio Preservação e Restauro atribuído a um Bugatti 43A de 1929.

Duarte Nobre Guedes revela que "o Estoril Classics assinou recentemente com a Peter Auto, um dos principais protagonistas do mundo dos clássicos, e que através dessa parceria o evento vai ter das melhores grelhas do mundo. No entanto, há todo um percurso a fazer porque queremos que o Estoril Classics esteja no mapa internacional dos clássicos. Apesar disso estamos bastante focados nos nossos objetivos, em ter uma marca consolidada nos clássicos de Estoril e Cascais." conclui o presidente.

Estoril Classics 2019

Estoril Classics 2019

Estoril Classics 2019, nos Jardins do Casino do Estoril, dia 13 de Outubro, os holofotes vão estar apontados para o VII Concours d’Elegance ACP. São 50 automóveis de grande prestígio a lutar pelo prémio Best of Show, que vai ser decidido por um júri internacional de especialistas.

Este ano, os candidatos prometem uma competição acesa nas diversas categorias do concurso: “Vintage”, “Post Vintage”, “Aston Martin”, “Americanos pós-guerra”, “Sport pós-guerra”, “Sport e GT anos 60 e 70” e “Sonhos Psicadélicos”.

A edição de 2019 do Estoril Classics, já marcada para os dias 11, 12 e 13 de Outubro, vai trazer ao Estoril uma dose dupla da categoria máxima do Automobilismo.

Voltará a ser um evento marcante no panorama internacional dos amantes de viaturas históricas, pois no mesmo fim-de-semana, irão decorrer diversas competições em Circuito, Rally e um Concurso de Elegância.

Dia 11 (sexta-feira), os mais aventureiros poderão assistir ao Rally de Portugal Histórico que se realiza na noite do primeiro dia do evento, na serra de Sintra.

No fim-de-semana, o Autódromo do Estoril irá receber um conjunto de provas em pista de grande qualidade para além das muitas surpresas para toda a família que o paddock irá revelar.

Mais de 150 automóveis de competição históricos, avaliados em cerca de 40 milhões de euros e equipas representando mais de 20 nacionalidades diferentes.

Irão competir ao longo dos dias 12 e 13 de Outubro, num completo programa que irá incluir 14 corridas.

No domingo (dia 13), nos Jardins do Casino do Estoril, os holofotes vão estar apontados para o VII Concours d’Elegance ACP. São 50 automóveis de grande prestígio a lutar pelo prémio Best of Show, que vai ser decidido por um júri internacional de especialistas.

Como chegar

Como chegar

A partir do aeroporto, a forma mais rápida é pela autoestrada (A5) desde Lisboa e a viagem é de aproximadamente 30 minutos.
A outra forma é pela estrada ao longo da costa (Marginal). Esta viagem proporciona uma primeira experiência com a beleza da região.

Poderá estacionar em conformidade com o permitido pelas autoridades nas imediações do Casino Estoril, Podendo também optar pelos estacionamentos concessionados.

Se optar pelos transportes públicos, o melhor é utilizar as várias alternativas à sua disposição até à estação do Cais do Sodré, e daí, apanhar o comboio direto até Estoril.

Historic Endurance em grande plano no Estoril Classics 2020

Historic Endurance em grande plano no Estoril Classics 2020

O Iberian Historic Endurance apresentou-se na máxima força no Estoril Classics 2020. Um evento com lotação esgotada, com 44 equipas e pilotos de sete nacionalidades diferentes a marcarem presença e a garantirem muita animação na discussão de cada metro do exigente traçado do Estoril ao longo de todo o fim de semana.

Depois de dois dias de contacto com a pista, divididos entre sessões de treinos e de qualificação, este domingo reservou aos pilotos uma corrida com 50 minutos de duração. Antes, um momento que marcou o fim de semana. Um minuto de silêncio em memória de um dos grandes nomes do automobilismo português, Nicha Cabral, a que a corrida do Iberian Historic Endurance deste fim de semana prestou homenagem e de Laura Salvo, navegadora espanhola que infelizmente viria a falecer este fim de semana no Rallye Vidreiro, prova do Campeonato Português de Ralis.

Após este momento, chegava a altura pela qual todos aguardavam, a corrida, com uma partida lançada que deu um colorido harmónico ao Autódromo do Estoril, com as diferentes sonoridades a anunciarem a variedade de viaturas presentes na discussão ao cronómetro.

Uma comitiva comandada pelo Ford GT40 do francês Olivier Tancogne, liderança que sofreu a pressão logo de início do Merlyn MK4 de Carlos Barbot/Pedro Matos, que ainda passou por momentos pela frente da corrida. Um trio que juntava ainda o Chevrolet Grand Sport dos holandeses Michiel Campagne/Allard Kalff. Um início ao rubro, com o pelotão a seguir bastante junto e com andamentos muito próximos, o que propiciava a tentativa de ultrapassagens. O que acabou por acontecer e logo com a troca de líder, com o Chevrolet Grand Sport de Michiel Campagne/Allard Kalff a superar o Ford GT40 de Olivier Tancogne, enquanto o Jaguar E Type de Rhea Sautter/Andrew Newall iniciava uma acesa disputa pelo terceiro lugar com o Merlyn MK4 de Carlos Barbot/Pedro Matos. Logo atrás, o dinamarquês Lars Rolner, em Porsche 911 3.0RS, tentava aproveitar uma aberta dos pilotos, sendo seguido de perto pelo Porsche 911 3.0RS de Pedro Bastos Resende, que acabaria por parar pouco depois nas boxes com problemas mecânicos. Um começo de corrida apaixonante, numa altura em que o Ford GT40 de Olivier Tancogne estava já novamente no comando.

Com o decorrer dos minutos, a tensão aumentava, e o toque entre o Merlyn MK4 e o Jaguar E Type na discussão do terceiro posto foi o melhor exemplo disso, com o carro de Carlos Barbot/Pedro Matos a sair de pista, mas sem consequências de maior. Pouco depois, numa situação de bandeiras amarelas, a maioria dos pilotos aproveitava para fazer a paragem nas boxes para troca de pilotos. Com o regresso ao traçado, as disputas voltaram a fazer-se sentir, no que foi uma constante até ao final.

Com um andamento sempre forte, e com um carro que nunca deu problemas, o francês Olivier Tancogne foi o primeiro a cortar a linha de meta, vencendo os H-GTP. No pódio, o piloto foi acompanhado pela dupla Michiel Campagne/Allard Kalff, os segundos mais rápidos do dia e da categoria, ao volante do seu Chevrolet Grand Sport. Carlos Barbot/Pedro Matos fecharam o pódio dos H-GTP com o seu Merlyn MK4, depois de uma corrida em que se apresentaram em grande plano. Foram os melhores representantes nacionais e os terceiros a ver a bandeira de xadrez este domingo.

Nos H-76, a vitória sorriu a Lars Rolner, que impôs um excelente ritmo com o seu Porsche 911 3.0 RS, seguido da sua mulher Annette Rolner, ambos em Porsche 911 3.0RS. A terceira posição ficou nas mãos da dupla Ricardo Pereira/Carlos Dias Pedro, que alinhou num Ford Escort RS 2000.

Já nos H-65 foi o francês Xavier Tancogne a alcançar o triunfo, com o seu AC Cobra Daytona. Uma corrida em que o Jaguar E Type de Rhea Sautter/Andrew Newall, que teve um início competitivo, terminou no segundo posto. A terceira posição da categoria foi para o Ford Mustang Shelby 350GT de Frans Van Maarschall a poucos segundos do Jaguar, sendo o primeiro do pelotão dos Ford Mustang.

Duplo vencedor do fim de semana, o alemão Christian Oldendorff levou para casa o troféu dos H-71 e do Index de Performance, piloto que se apresentou ao volante de um Alfa Romeo GTAm, lugar dramaticamente conquistado na reta da meta e já nos últimos metros da corrida, ultrapassando o português Domingos Sousa Coutinho que vinha a liderar a categoria no seu espetacular BMW 2800 CS. O terceiro da H-71 foi para o Porsche 2.5 ST do trio Piero Dal Maso/José Carvalhosa/Nuno Nunes, que fechavam o pódio desta disputada categoria.

Na categoria Gentleman Driver Spirit depois do Ford Anglia do espanhol António Castro ter dominado no início corrida, o triunfo acabou por sorrir ao Datsun 1200 pilotado pela dupla ibérica Francisco Freitas/Guillermo Velasco, com pai e filho Tomás Pinto de Abreu/Francisco Pinto de Abreu, também em Datsun, a conseguirem ser os segundos. António Castro teve, então, que se contentar com o terceiro lugar.

Este foi um fim de semana em pleno, que superou as expectativas, conforme Diogo Ferrão, responsável da Race Ready, afirmou: “Estamos muito satisfeitos pela festa que foi o Iberian Historic Endurance. Numa altura como aquela que vivemos, termos um grelha com 44 carros em pista foi fantástico. Foi um enorme desafio, mas com a ajuda e cooperação de todos os envolvidos foi possível criar as condições necessárias para um evento desta dimensão. Prestámos também homenagem a um dos grandes nomes do desporto automóvel nacional, Nicha Cabral, o que nos deixa muito felizes. O cartaz do Estoril Classics 2020 fechou com uma grande corrida este domingo do Iberian Historic Endurance, à qual todos puderam assistir por Live Stream, uma iniciativa com grande adesão e que esperamos repetir no futuro. Face ao contexto atual, não podíamos pedir mais.”

Adicione um comentário
Classificação
4.7
Betway
Bónus até 100€
Artigos relacionados
16-01-2020
Saiba como pode ver o Canal 11 online e em direto com a sua operadora
Saiba como pode ver o Canal 11 online e em direto com a sua operadora

Saiba como ver o Canal 11 online e em direto, quer esteja em Portugal ou no estrangeiro...

02-02-2020
benfica x porto ao vivo
 benfica x porto ao vivo

Assistir Porto x Benfica ao vivo online grátis 08022020 futebolplayhdcom assistirportoxbenficaaovivoo 02082020 Acompanhe Porto x Benfica ao vivo pelo Campeonato Português a partir das 17h30 de Brasília com transmissão do canal ESPN BRASIL...

09-02-2020
PlanetAlgarve
 PlanetAlgarve

Decorreu no Casino de Vilamoura, nos dias 14 e 15 de Fevereiro de 2015, a 2...

02-05-2020
Como funciona o bónus sem depósito da ESC Online
Como funciona o bónus sem depósito da ESC Online

ESC Online é um nome bem conhecido do público português, ou não fosse esta uma marca do grupo Estoril Sol, que detém vários casinos em território nacional, como por exemplo o Casino Estoril...

22-03-2020
Visão do Peão
Visão do Peão

Mítico equipamento Adidas para os júniores...

16-03-2020
Estoril Sol Casino análise e bônus
Estoril Sol Casino análise e bônus

Bônus sem depósito de €10, disponível para novos jogadores, mediante o registro...

top