A empresa portuguesa que cria jogos para a Netflix

Empresas de jogos em portugal

A empresa portuguesa que cria jogos para a Netflix

Provavelmente já se cruzou, nas longas maratonas de procura por uma série para ver no Netflix, por uma série brasileira chamada 3%. Nesta produção pós-apocalíptica, um grupo de pessoas tem de lutar por condições de vida decentes, o que é apenas possível para 3% da população. Depois do sucesso da mesma, que vai já na terceira temporada, a Netflix decidiu avançar para a criação de um jogo. A empresa escolhida para o desenvolver, a Doppio, é portuguesa e esteve à conversa com a SÁBADO nesta edição da Web Summit.

"É um jogo controlado por voz que está disponível nos assistentes da Google e da Amazon, para que se jogue em qualquer lado", explica Jeferson Valadares, o fundador da empresa. Esta foi criada em abril de 2018 e, ainda que vivesse até essa altura em São Francisco, o epicentro mundial do empreendedorismo, quis encontrar um sítio mais barato, com pouca burocracia e muitos apoios à criação de empresas. Assim, e depois de afastar cidades como Berlim ou Helsínquia, Lisboa foi a escolhida. "A língua também ajuda muito", diz, entre risos.

O que distingue a Doppio das restantes empresas do mercado é exatamente o facto de todos os seus jogos serem controlados apenas pela voz, algo que dá aos jogadores uma maior flexibilidade. "Tenho amigos que jogam a conduzir, a lavar a roupa, a correr, outros que jogam num quarto escuro com os filhos, porque não precisas de estar a ver nada", continua Jeferson, afirmando que os jogadores deste tipo de jogos tendem a passar menos tempo a jogar, mas fazem-no mais vezes durante o dia. "A maior parte das pessoas joga durante cinco minutos, mas três ou quatro vezes por dia. É por isso que nos chamamos Doppio, que é um café duplo, toma-se um e vale por dois."

Assim, e mesmo com pouco mais de um ano de idade, este já é o segundo jogo que a empresa desenvolve (sendo no entanto o primeiro em parceria com o Netflix). Já recebeu também dinheiro da Google e da Amazon, numa ronda de investimento de um milhão de euros. "Este setor ainda não está muito desenvolvido em Portugal, mas nós queremos que isso seja diferente", avança ainda o empreendedor, afirmando que já tem do seu lado alguns dos maiores players do mercado.

Trabalhar com o Netflix foi também uma experiência diferente. Segundo o empreendedor, a empresa está-se a estrear no campo da interação, uma vez que é a primeira vez que desenvolvem algo que tenha uma interatividade tão alta. "São um monstro do entretenimento e storytelling, por é muito bom trabalhar com eles", aponta ainda Jeferson. O jogo está disponível em streming no Google Assistent e na Alexa da Amazon, podendo então ser jogado em qualquer lado.

Microgaming

Microgaming

A Microgaming é uma das líderes mundiais no desenvolvimento de software para jogos online. Desde a sua criação, a empresa mantém os padrões mais exigentes em relação ao Jogo Responsável. Além de ser considerada o maior fornecedor mundial de software de jogos de casino!

Esta empresa que desenvolve jogos de casino possui mais de 600 jogos no seu currículo e garante uma renovação contínua; tirando uma média de dois novos títulos todos os meses. A grande maioria dos casinos Microgaming oferecem aos seus clientes aplicativos de download instantâneo adequados para Windows e Mac, a empresa também possui uma plataforma para dispositivos móveis, que inclui os sistemas Android e iOS.

Quem é a Microgaming?

Quem é a Microgaming?

Com base na Isle of Man, a empresa de software de casino online, Microgaming, tem estado sempre muito interessada em promover Jogos Responsáveis e seguros; razão pela qual em 2003 tornou-se membro fundador da eCOGRA (e-Commerce Online Gaming Regulation and Assurance), agência de testes e organização de proteção de jogadores internacionalmente aprovada, com sede em Londres.

A tarefa da instituição em questão é monitorar e testar as plataformas de jogos, para ter certeza de que alguns padrões como o RNG (Random Number Generator) são respeitados e que a proteção do jogador sempre venha em primeiro lugar. Não é surpresa que a Microgaming tenha sido uma empresa premiada ao longo dos anos pelo excelente trabalho realizado na criação de jogos e software com qualidade e responsabilidade.

O Viper-Software da Microgaming

O chamado Viper-Software é um aplicativo usado pela Microgaming, o qual fornece uma gama completa de jogos de casino e recursos como, seleção de idioma, jogo automático, jogo de nível especializado e muitos outros recursos.

Este magnífico software impulsiona a maior rede de jackpot progressivo do mundo em que alguns jogadores chegam a ganhar quase 400 milhões!

Introduzido em 2002, é um marco na história dos jogos online, e suas atualizações são uma evidência do fato de que a Microgaming, além de ser a primeira empresa a lançar softwares de casino online, não quer ficar para trás e na verdade, ela se mantém contra todos os outros provedores com enorme sucesso.

Ao passo que jogar diferente slot machines da Microgaming, será possível notar a evolução do estilo gráfico experimentado pelos programas de software desta grande empresa. Enquanto as máquinas mais antigas têm gráficos simples, as mais recentes são verdadeiramente espectaculares.

Jogos Microgaming

Jogos Microgaming

A Microgaming também oferece uma plataforma de casino móvel, com os jogos baseados em HTML5 em vez de Java, ou Flash, por exemplo, o que permite um jogo mais suave e conveniente quando jogado em dispositivo móvel, por exemplo.

Há muitas opções em termos de jogos oferecidos, e elas estão crescendo mais e mais à medida que a Microgaming coleta anos de experiência; jogos de cartas tradicionais, como Texas Hold'em e Blackjack e uma infinidade de outros games para casinos.

A Microgaming oferece um enorme portfólio de opções, para a infinidade de slots criadas, junto com o Live Casino e a versão móvel, os jogadores podem escolher baixar o software ou jogar em algum dos diversos casinos online que a Microgaming fornece jogos.

Os slots produzidos pela Microgaming são bem conhecidos por serem não apenas seguros e confiáveis, mas também mais divertidos e imaginativos. Os jogadores podem escolher versões de download e Flash, dependendo da situação. Em ambos os casos, tens a garantia de excelentes sons e gráficos; que criam uma jogabilidade realista e divertida.

O destaque principal, quando estamos a falar de slots produzidos pela Microgaming, vai para o jackpot progressivo Mega Moolah, o qual entrou para o Livro dos Recordes com o título de maior jackpot de slot machine já pago, em 2015, no valor de £13,3 milhões com uma aposta de apenas 25 cents de libra para um jogador do Reino Unido. Sendo que anteriormente, em 2009, o mesmo slot já havia pago cerca de 6 milhões de dólares para um único jogador. Em setembro de 2018, mais um recorde pelo Mega Moolah: uma aposta feita a €0,75 pagou o prémio de €18,9 milhões para um só jogador.

Alguns de seus slot mais populares possuem temas diversos, como os baseados em filmes como Lord of the Rings, Tomb Raider, Terminator, Game of Thrones e Bridesmaids. E outros muito bem colocados nas preferências, como Bar Bar Black Sheep, King Cashalot, e Major Millions.

Obviamente que a Microgaming tem mais a oferecer do que apenas jogos de slot machines- jogos de mesa tradicionais como Roleta, Blackjack, Baccarat, Lotaria, Keno, Raspadinhas, Video Poker e muito mais são disponibilizados por essa desenvolvedora de jogos.

Estes são os jogos de slot Microgaming mais jogados em Portugal:

  1. Immortal Romance
  2. Thunderstruck II
  3. Mega Moolah
  4. Wild Scarabs
  5. Game of Thrones
  6. King Cashalot
  7. Poke The Guy
  8. Jurassic World
  9. Playboy
  10. Jungle Jim El Dorado
  11. Terminator 2
  12. Highlander
  13. Fruit Fiesta 5 Reel

Casinos online com jogos Microgaming

Casinos online com jogos Microgaming

Os nossos casinos online licenciados e recomendados por nossa equipa são:

eSports: O mercado que se tem transformado num jogo para as empresas

eSports: O mercado que se tem transformado num jogo para as empresas

Ninguém sabe quanto vale o mercado dos desportos eletrónicos em Portugal. Nem mesmo a Bitzer, a primeira agência dedicada aos eSports no nosso país e que foi ontem publicamente apresentada.

Esta nova entidade pretende ser uma one stop shop de oportunidades no universo dos desportos eletrónicos: seja para jogadores, equipas, associações ou marcas que simplesmente querem alcançar as audiências ligadas aos eSports.


Como é que se vende uma ideia sem se conhecer o verdadeiro potencial do mercado? Com base na realidade internacional: os eSports estão a crescer a grande ritmo e já há eventos de desportos eletrónicos que fazem sombra aos eventos de desportos convencionais e com muitos mais anos de tradição.

Estádios com 40 mil pessoas para verem um duelo final de League of Legends. Prémios de centenas de milhares de dólares para a melhor equipa de StarCraft II do mundo. Centenas de milhões de visualizações acumuladas em transmissões relacionadas com os outros eSports. Já lhe dissemos que em 2016, e de acordo com a consultora Deloitte, os eSports valeram 500 milhões de dólares a nível global?

Apesar de ainda não ter uma radiografia detalhada do mercado de eSports em Portugal, este é um cenário que a Bitzer compromete-se a mudar. “A nossa ideia é também tentar inverter essa questão e tentar fazer algum tipo de estudo que nos permita ter esses dados para depois os apresentarmos não só às marcas, mas também a parceiros que queremos também incluir nestes projetos”, disse em entrevista ao FUTURE BEHIND o diretor de operações da Bitzer, Tiago Fernandes.

O diretor executivo da YoungNetwork, João Duarte, na apresentação da nova agência dedicada aos desportos eletrónicos. #Crédito: Future Behind

Além de querer explorar o potencial do segmento dos eSports em Portugal, a Bitzer não esconde o desejo de querer contribuir para uma maior profissionalização dos desportos eletrónicos no país “Talento existe, falta é matéria-prima”, atirou Tiago Fernandes.

O nome da agência é inspirado em Donald L. Bitzer, um cientista norte-americano que ajudou a criar a primeira comunidade online

Como pretende concretizar este objetivo a agência ainda não revela, mas a probabilidade de vermos um evento associado à sua marca parece-nos elevada. De acordo com a própria Bitzer, serão necessários pelo menos dois meses até que comece a revelar algumas iniciativas mais concretas nas quais quer estar envolvidas.

Ainda que o posicionamento da Bitzer seja de facto original no mercado português, o objetivo desta nova unidade do grupo YoungNetwork não é diferente de muitas outras empresas – agarrar um pedacinho deste El Dorado que é o mundo dos eSports.

Onde está o valor?

Quando a RTP anunciou a chegada de um programa e de uma marca dedicados aos desportos eletrónicos, o RTP Arena, a estação pública de televisão produziu um documento no qual colocava os motivos pelos quais os eSports são uma mais-valia para o canal e para as marcas que querem estar associadas.

Nesse documento da RTP também não há valores muito concretos para o mercado dos eSports em Portugal – apenas é feita referência à existência de 4,2 milhões de jogadores casuais. Há no entanto um elemento que explica bem a razão pela qual muitas empresas estão interessadas neste domínio.

O típico seguidor das atividades dos eSports tem tudo para ser o sonho de qualquer marca. São como diamantes em bruto de consumo que ainda podem sofrer bastantes lapidações – é isto mesmo que muitas marcas estão a tentar criar, lapidações que de certa forma marquem estes consumidores a seu favor no curto, médio e quem sabe no longo prazo.

A simples aposta da RTP numa submarca que explora os eSports – na grelha principal do canal, no online e também na rádio – é por si só um excelente exemplo do interesse que começa a haver em Portugal por estes formatos de competições.

Por exemplo, no início deste ano foi anunciado o evento Xploit eSports Masters, aquela que até à data vai ser a maior competição de desportos eletrónicos no nosso país. Porquê a maior? Porque a organização espera receber 30 mil pessoas em dois dias, 200 mil visualizações na sua plataforma online e tem um bolo de 25 mil euros em prémios para repartir pelas equipas vencedoras.

O Xploit eSports Masters estava originalmente programado para os dias 25 e 26 de março, mas acabou por ser reagendado para os dias 23 e 24 de fevereiro.

Também este ano já foi confirmado um outro evento dedicado aos eSports, o 4Gamers. Este projeto acontece já nos dias 6 e 7 de maio e também terá como principal foco os desportos eletrónicos, sobretudo duas das suas principais ‘modalidades’: League of Legends e Counter Strike: Global Offensive (CS:GO).

Ou seja, num curto espaço de tempo vemos aqui o aparecimento de três iniciativas de perfil significativo, um sinal claro de que os ventos dos eSports estão a soprar de outra forma em Portugal. Mas há mais indicadores que ajudam a sustentar esta teoria – são várias as empresas que pretendem ficar com um pé firme neste segmento.

eSports? Sim por favor

As marcas mais dedicadas aos videojogos, como a PlayStation e a Xbox, também já têm iniciativas de eSports em Portugal. A Xbox só recentemente é que criou a Xbox League Portugal, uma competição mensal realizada online e que vai percorrer diferentes jogos para encontrar aquele que é o melhor jogador em cada um deles.

Um dos aspetos interessantes deste formato é que junta não só jogadores de consola, como também jogadores de computador desde que tenham o Windows 10. Este acaba por ser um aspeto característico pois não é comum ver a compatibilidade cross-plataform a fazer parte do estilo típico dos torneios de eSports.

“Esta iniciativa surge do interesse que sentimos, por parte da nossa comunidade, pela realização de iniciativas ligadas aos eSports localmente. Desta forma, a equipa Xbox Portugal, em parceria com a comunidade de fãs Xbox, pretende aproximar o público à nossa marca e, ao mesmo tempo, proporcionar os desafios mais competitivos e aliciantes”, comentou na altura, em comunicado, a gestora da divisão Xbox em Portugal, Joana Barros.

A marca Xbox foi uma das que recentemente apostou nos eSports em Portugal. #Crédito: Future Behind

Quem já tem uma estrutura muito mais ‘profissional’ no segmento dos eSports é a rival PlayStation. A aposta da Sony Interactive Entertainment nesta área em Portugal remonta já a março de 2015, quando decidiu criar a Liga Oficial PlayStation. Dentro desta grande iniciativa, a SIE tem organizado outros eventos mais específicos e numa entrevista recente com o FUTURE BEHIND, o gestor de relações públicas da SIE para Portugal e Espanha, João Lopes, mostrava-se satisfeito com os resultados alcançados.

“Do nosso lado, com a nossa Liga Oficial PlayStation, desde 2015 que está a funcionar, já temos uma comunidade de cerca de 11 mil inscritos, e só aqui no torneio da Liga NOS no ano passado, na primeira edição, atingimos perto de 3.000 participantes. Portanto, tudo isto são indicadores de que estamos a apostar bem e também estamos a ter a resposta do público que é o que nos interessa”.

“Muito honestamente, nós sentimos que estamos no caminho certo com a Liga Oficial PlayStation e que esta acaba por ser a forma mais agregadora de podermos dar uma resposta à comunidade de eSports”, respondeu, quando questionado se havia a possibilidade de a PlayStation vir a ter a sua própria equipa de eSports.

Também do lado das grandes fabricantes tecnológicas tem havido um reforço no sentido do gaming. Ainda há duas semanas a Lenovo apresentou em Portugal a sua linha dedicada para videojogos, a Legion. Através desta sua nova marca a tecnológica pretende não só capitalizar com a venda direta de computadores de gama alta, como pretende igualmente capitalizar a sua marca.

“No mercado que hoje está estagnado ou até em ligeiro declínio, as máquinas de gaming têm um crescimento abrupto e até faz com que segmentos acima dos mil euros cresçam a taxas muito simpáticas de 6% e 8%. Algo que é muito alicerçado por este crescente interesse da comunidade”, começou por explicar o diretor do segmento de consumo da Lenovo Portugal, Vasco Oliveira, em entrevista ao FUTURE BEHIND no evento de lançamento dos Legion, para depois adiantar:

“Estamos a avaliar com muita seriedade parcerias quer com equipas de eSports, quer a presença em alguns dos maiores eventos [de gaming] em Portugal. Porque realmente isto de a Legion ser da comunidade não são só palavras, mas sim ações”.

O mercado dos eSports vai valer 1,48 mil milhões de dólares em 2020, de acordo com a Newzoo

Também do lado da HP e da Acer vimos nos últimos meses um reforço na aposta no sector do gaming, respetivamente através das submarcas Omen e Predator. Aposta esta que por vezes chega a atingir níveis de agressividade elevados – basta olharmos para o design do HP Omen X ou para as especificações do Acer Predator 21 X para percebermos que estas marcas estão neste segmento a dar tudo o que podem para agarrar a atenção, e quem sabe o dinheiro, das comunidades de gamers.

Temos depois inclusive o exemplo de marcas mais marginais neste sector, como a LG e a Samsung, que não querem perder por completo a oportunidade dos eSports. A aposta destas empresas tem-se resumido ao sector dos monitores, uma que podendo não ser mediaticamente espetacular, acaba por ser muito importante para os jogadores profissionais ou para os aspirantes.

Aqui lembramos por exemplo a edição do Lisboa Games Week do ano passado, o maior evento português de gaming – não de eSports, é importante não confundir os temas ainda que estejam ligados entre si. Tanto a LG como a Samsung apostaram numa presença notória no evento, justamente para promoverem os seus monitores para gaming.

O stand da Samsung no Lisboa Games Week estava totalmente focado nos monitores. #Crédito: Future Behind

O que é que estavam a fazer estas duas tecnológicas sul-coreanas no meio de stands gigantes da PlayStation, da Xbox, da HP, da Asus, no meio de um evento com cosplayers, youtubers e amantes da cultura japonesa? Estavam a plantar as sementes daquela que esperam poder vir a ser uma parte interessante dos seus negócios no futuro.

O que é que se passa afinal com os eSports em Portugal? Nada de especial. Simplesmente estamos a assistir a um despertar de consciências para um fenómeno que em alguns casos internacionais já está mais do que consolidado e que em Portugal apesar de não ser novo, só agora começa a mostrar pot€ncial.

Fabamaq, a empresa portuguesa de jogos de casino com clientes em todo o mundo

Na Rua do Campo Alegre, na vizinha cidade do Porto, encontram-se as instalações da Fabamaq, uma das empresas portuguesas que mais cresceu na última década. A aventura da Fabamaq começou em 2010, com um projecto ambicioso que contava inicialmente com apenas 9 funcionários, mas que depressa se notabilizou no contexto de um mercado nunca antes explorado por empresas portuguesas. O objectivo da Fabamaq? Produzir e desenvolver jogos de casino para clientes de todo o mundo.
Em menos de 10 anos a Fabamaq conseguiu deixar de ser uma pequena start-up com menos de uma dezena de sócios para se converter numa empresa promissora e bem-estabelecida com cerca de 160 funcionários, que continua neste momento à procura de novos colaboradores! O quartel-general da Fabamaq no Porto conta com 3 pisos de escritórios bem guarnecidos, onde talentosos programadores, designers, e criativos portugueses se dedicam todos os dias a fazer os melhores jogos de casino. Os escritórios custaram mais de 4 milhões de euros à empresa, naquele que é um sinal representativo do seu sucesso e competitividade. Mas afinal, o que fazem os funcionários da Fabamaq?

Quem já visitou um casino estará certamente familiarizado com o trabalho da Fabamaq. A empresa é responsável por desenvolver os jogos de máquinas conhecidos como slot machines – também chamados de bingo electrónico – que frequentemente vemos nos corredores de casinos de todo o mundo. A ideia é, à partida, muito simples: o jogador introduz uma moeda para se submeter à possibilidade de ganhar um jackpot. As slot machines ainda são uma das principais fontes de receita dos casinos e, em casos pontuais, uma das melhores maneiras de fazer dinheiro no casino.
Mas o negócio, como muitos outros, está longe de ser tão simples como parece à primeira vista. O mercado dos produtores de slot machines é frequentemente pautado por características que extrapolam a produção das máquinas e que estão relacionados com componentes artísticos. Tendo em conta que as máquinas precisam de ser o mais apelativas possível para os jogadores, um grande esforço criativo é necessário. A Fabamaq conduziu estudos em alguns dos maiores pontos de jogo do mundo, como Macau, de modo a tentar perceber quais os melhores atributos para as suas slot machines.
Sebastião Oliveira, um dos fundadores da Fabamaq, está encarregue de desenvolver a parte artística das máquinas. Todo o universo visual associado ao produto, assim como os efeitos sonoros e temas adjacentes – que envolvem frequentemente contratos de licenciamento e autorizações de autor – estão no centro daquilo que caracteriza o sucesso (ou insucesso) de uma slot machine.
Mas o grande ganha-pão da Fabamaq acabam por não ser os jogos de máquina reais que se destinam a ser vendidos a casinos de todo o mundo. Tal como toda a indústria do jogo, a Fabamaq tem estado cada vez mais ligada ao crescentemente lucrativo mercado online dos jogos de sorte e azar.

A aventura pelo mundo digital das slot machines começou em 2012, apenas 2 anos após a fundação da empresa. Para as suas produções digitais, a Fabamaq decidiu criar um departamento exclusivamente dedicado – a Obu Studios. Os trabalhadores da Obu Studios encontram-se nos antigos escritórios da empresa; lá, uma equipa dedicada de cerca de 20 funcionários trabalha diariamente para conceber entre 2 a 3 novos jogos por ano. Os clientes da Obu Studios são maioritariamente estrangeiros, sendo que o único colaborador português da empresa é o Grupo Solverde.
O mercado dos jogos de sorte e azar online não pára de crescer em Portugal, sendo que recentes dados emitidos pela SRIJ (Sociedade de Regulação e Inspecção de Jogos) apontam para uma tendência previsível: os sites de jogo estão a lucrar cada vez mais e a atrair cada vez mais novos jogadores, ao passo que os casinos reais e outro tipo de serviços de jogo territoriais têm vindo a apresentar preocupantes quebras económicas. Sem dúvida um dos sectores mais promissores da Fabamaq, a Obu Studios tem sido uma das grandes apostas da empresa ao longo dos últimos 8 anos, e conta com a coordenação técnica de Alexandre Gonçalves. Em Portugal, podemos encontrar o trabalho da Obu Studios em sites como o 888 slots ou o Estoril Sol Casinos (ESC).

Situada na vizinha cidade do Porto, a Fabamaq procura continuamente desenvolver a sua equipa de mais de 150 funcionários, e a hipótese de candidatura está, de acordo com o site oficial da empresa, aberta a todos. Actualmente, existem posições em aberto para todos os profissionais de web gaming, engine architecture, game math, project management, e customer request management. No entanto, a Fabamaq incita também através do seu site a candidatura espontânea de todos os interessados que, mesmo desprovidos dos conhecimentos técnicos basilares, demonstrem interesse pela área e sejam capazes de apresentar boas ideias. Sem dúvida uma oportunidade única para se juntar a uma das mais excitantes e promissoras novas empresas do Norte de Portugal.

Perguntas e respostas

+
✅ Nada de especial.
+
✅ Produzir e desenvolver jogos de casino para clientes de todo o mundo.
Adicione um comentário
Classificação
4.1
Betway
Bónus até 100€
Artigos relacionados
12-01-2020
Placard Apk
Placard Apk

Original apk file, safe to download and free of any virus...

19-04-2020
Como escolher os melhores casinos online?
Como escolher os melhores casinos online?

A missão de escolher um bom casino online é mais difícil que parece...

16-08-2020
Ver Futebol Online Gratis
Ver Futebol Online Gratis

Para os amantes de futebol e do desporto em geral esta é uma das questões que está sistematicamente na ordem do dia: Quais os melhores streamings para ver jogos de futebol online grátis em direto?...

24-09-2020
Casinos online: adrenalina virtual
Casinos online: adrenalina virtual

E se num só site estivessem agregados alguns casinos online para que pudesse sentir a adrenalina do jogo de forma virtual? Ele já existe...

04-08-2020
Casinos online legais em Portugal
Casinos online legais em Portugal

Sites de jogo online autorizados pelo Governo portuguГЄs...

top